Procurando algo?

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Os Impublicáveis no Snooker

Salve !

O bom filho à casa torna... bem, é apenas um dito, mas é assim que de certa forma nos sentimos. Voltar a um lugar onde fizemos história em 2008 é muito bom. Noites temáticas, eventos especiais e participações são registros de nossa passagem pelo, então, Liverpool.

Página virada e vida nova, o lugar tomou novo fôlego e foi reestruturado: ampliação do ambiente, novas mesas, aumento do número de mesas de sinuca, mesas de pimbolin, cardápio renovado e opções de bebida pra não deixar dúvida pra ninguém. É o VISCONDE SNOOKER PUB !

E é com muita honra que Os Impúblicaveis estreiam na casa, neste Sábado (10/04), partir das 23:00Hs.

Numa parceria muita bacana com o Snooker, uma promoção especial para a noite: Mulheres free até 23:00Hs + 01 HI-FI de cortesia. Detalhe: NÃO tem limite de número de mulheres ! - É mulher, chegou antes das 23, entra na faixa e ganha o drink !

Então tá combinado: neste sábado todos os caminhos levam ao Snooker. 

Nos vemos lá !

É isso aí... a idéia é essa !

Alfredo 
Os Impublicáveis


3 comentários:

Aninha Kita disse...

Muito bem dito! *-*
Estarei lá se der tudo certo, como quando conheci essa banda incrível! *-*

Tudo de bom e muito rock! hehe
Beijos.

Edson Ricardo disse...

aeeeeewwwwwwwwww me ouviramm entao
sabadoo eu vo la velos tocar emmm
e por favor dediquem um som do Creedence para mimmm e o pessoal da mesa vlwwwwwwww

ate amanha

Impublicaveissss

Aninha Kita disse...

Visconde Snooker Pub já transformou-se no admirável (ousaria eu dizer que a altura de substituir o Liverpool, e adotar seus filhos orfãos): Bovary Snooker Pub!

A estréia da banda "Os Impublicáveis" (confesso ser minha banda regional favorita) foi marcada pela energia vibrante do rock e sua legião de fãs.
Uma mesa de amigos dos integrantes (com as ilustres presenças do sogro da vocalista e da mãe do baterista) fez a animação do ambiente ser evidente, embora não parecesse necessário, já que até os jogadores de sinuca pararam seus tacos para admirar essa banda de personalidade tão forte.
Se fosse fazer uso do estilo jornalístico seria necessário começar a história com o atraso do guitarrista, causado por um acidente que prendeu o trânsito. Seguiria, sem dúvida, para a subida tímida dos integrantes ao palco. E chegaria, ao ponto surpreendente da primeira canção. A pequena vocalista, com seu habitual estilo sexy e brilhante, deu ao público o primeiro êxtase ao mostrar a imensidade de sua habilidade vocal. Viria a seguir derretidas narrações sobre as mais variadas canções de rock dos anos 50, 60 e 70 com que a banda presenteou o animado (e de bom gosto musical, como ressaltou um dos responsáveis pelo Pub) público.
Haveria ainda o relato da participação do vocalista de uma outra banda (perdoem-me a falta do nome, não sirvo pro jornalismo mesmo, falta-me fontes e objetividade!) que tocará também neste domingo no InCover. Anexaria ainda alguns comentários engraçados do baterista e sua atuação vocal divertidíssima de "Vampiro doidão", assim como as partipações de vocal do guitarrista e do baixista (este assumindo, com a maestria da experiência, algumas vezes sozinho).

Enfim, não sou jornalista (nem pretendo ser) e não estou aqui para narrar os fatos, já que tudo que se sente tão pouco pode ser descrito.
Agradeço à banda e ao Bovary pelo show maravilhoso!
Digo aos que perderam o quanto lamento, pois não foram poucos, mas poderiam ser mais: os ouvidos, olhos, mãos e corações atentos que prestigiaram essa noite incomparável.

De todo coração, Ana.